Entregue o seu coração a quem o mereça

Entregue o seu coração a quem o mereça By Sueli Bravi Conte/ julho 4, 2018 Publicado Revista Imediata

Entregue o seu coração a quem o mereça

By Sueli Bravi Conte/ julho 4, 2018
Publicado Revista Imediata – Indaiatuba SP

Em minha vivência com jovens e adolescentes, vi muitos se torturarem por errar na escolha dos amigos e parceiros e a decepção tomar conta do seu cotidiano. O primeiro ensinamento: “As decepções fazem parte da vida e o acaso é que elas nos ajudam a crescer”. Nenhuma vida será tomada só de flores e portas bem abertas, muitas vezes, será preciso colher espinhos e descobrir novas passagens.

Paro tanto é preciso contar com o tempo e entender que tudo passa. Sempre existirá um tempo a ser percorrido e uma explicação para aquilo ou aqueles que não conquistamos a ponto de mantê-los de forma saudável ao nosso lado.

O tempo nos permite enxergar quero realmente são nossos amigos. Da altura da minha experiência posso garantir que não são apenas as pessoas que estão ao nosso lado quando estamos precisando nossos verdadeiros amigos. Tenha em mente que o verdadeiro amigo é aquele que consegue ficar feliz com suas conquistas sem o invejar, que tem um olhar de alegria e contentamento para as suas conquistas e que saiba contempla-las com amor. Já conheci muita gente nessa vida e só conheci o verdadeiro caráter delas depois que lhes disse NÃO.

Pode soar estranho um elemento tão negativo como um NÃO relacionado ao amor, mas o NÃO muitas vezes nos salva. É providencial saber que o SIM não equivale à bondade ou o garantia de felicidade e convivência saudável. O SIM pode nos conservar de olhos fechados por algum tempo, mas a verdade sentida e vivida sempre nos desafiará a tomada de uma decisão. Crescer na verdade é um privilégio, mesmo quando ela nos atormenta.

Assim, chega um momento que se torna importante aprender que, as pessoas podem entrar em nossa vida e permanecer ou simplesmente passar, o que é mais plural e agregador do que ficar atrapalhando passagem. Pessoas negativas estancam o nosso crescimento e nossa evolução espiritual. “Aprenda o deixar partir”, este é o segundo ensinamento a respeito do amor.

O coração tem memória e faz parte do crescimento humano acessá-Ia para estabelecer os verdadeiros sentimentos. Ingratidão, por exemplo. O ingrato não se lembrará de tudo que você fez por ele. Em geral, o ingrato é invejoso, egoísta, egocêntrico, ele não cresce e também não o deixa crescer.

O medo que vem com a escolha de deixar partir a gente perde crescendo, amadurecendo, agindo com desprendimento e coragem. O que importa é compartilhar amor verdadeiro, parcerias que acrescentam, amores que se somam. O resto, como diz a palavra: É resto. E o último e mais verdadeiro ensinamento: “Desista antes de se magoar”. Desistir também é um comando eficaz da inteligência.

 

Sueli Bravi Conte
Mestre em Educação, Psicóloga,
Psicopedagoga, Professora, Autora e
Doutoranda em NeuroCiência