Importância do desenvolvimento motor infantil

IMPORTÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO MOTOR INFANTIL By Sueli Bravi Conte Publicado Revista Imediata – Indaiatuba SP A criança é

IMPORTÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO MOTOR INFANTIL

By Sueli Bravi Conte
Publicado Revista Imediata – Indaiatuba SP

A criança é um ser em desenvolvimento desde os primeiros dias de vida. Neste desenvolvimento sua parte motora é muito significativa, é ela que irá auxiliar em todo o desenvolvimento cognitivo e despertar as habilidades manuais.

O desenvolvimento motor é um conjunto de habilidades que envolvem não somente o ato motor sem si, mas a percepção visual, sensorial, o equilíbrio, a lateralidade e o controle emocional. Os desenvolvimentos destas áreas podem ser despertados ao brincar, pular, montar quebra cabeças, desenhar, colorir e recortar… São várias as atividades onde a criança está desenvolvendo a parte motora e nestes momentos o cérebro está organizando as funções que despertarão a função cognitiva (memória, atenção, linguagem, percepção, e a interação com outros).

Não é possível separar o desenvolvimento motor do cognitivo. Por exemplo: Quando a criança domina a fase de andar ou correr, ela está se apropriando do seu espaço físico, é o cérebro emitindo a ela uma mensagem de segurança e reconhecimento dos espaços que ela pode ocupar. Na escola, a criança desperta ainda no berçário com atividades dirigidas como: associar palavras, segurar o lápis, apertar a massinha. É a Neurociência que explica os movimentos associando-os ao funcionamento cerebral. Sensações e emoções como o medo ou a insegurança podem ser frutos de uma fase motora mal trabalhada e ou desenvolvida com insegurança, isso pode explicar a demora em andar ou falar.

“O Colégio Renovação sempre entendeu que a criança necessita explorar seu espaço físico, ter propriedade sobre os objetos, explorar suas brincadeiras individuais ou coletivas, apropriar-se das histórias infantis sem a interpretação dos adultos. É conquistando confiança em si mesma que a criança desperta para o mundo da aprendizagem. Ou seja, crianças incentivadas a mover-se despertam para o mundo com autonomia e mais vontade de explorar as próprias habilidades. A consequência desse aprendizado no futuro escolar são crianças mais centradas e que conseguem fazer a divisão de tarefas com mais habilidade. Já está comprovado também que as crianças que são incentivadas e trabalhadas com propriedade na área motora são crianças mais seguras emocionalmente e isto interfere na aquisição da linguagem e da escrita. Dessa forma, para formar temos de considerar que até na ludicidade, nas brincadeiras, na interação ao um grupo, a criança está se apropriando do conhecimento. Nesse contexto, a parte motora está diretamente ligada a uma boa percepção do universo e a uma boa aprendizagem”, explica a psicóloga, doutoranda em Neurociências e mantenedora do Colégio Renovação, Sueli Bravi Conte.

Há muito que trabalhar de maneira prática, lúdica e interacionista, o que faz parte do Projeto Pedagógico do Colégio Renovação. “Somos um dos pioneiros em métodos e abordagens significativas. Na parte da aquisição motora é desde a primeira infância que trabalhamos os estímulos, priorizamos as brincadeiras com todos os tipos de materiais, desde bolas de diversos tamanhos, que aprimoram o controle de segurar, até atividades de brincadeiras dirigidas no parque. Também temos os momentos livres, com roda de conversa, histórias infantis, onde cada criança escolhe seu livro e faz a leitura das figuras e depois é incentivada a contar a sua própria história. As crianças menores também são incentivadas a trabalhar com projetos multidisciplinares como horta e práticas culinárias. Na faixa etária dos 02 aos 04 anos  a concentração é curta e as cores ganham maior importância porque atraem a atenção, ou seja, a percepção visual está diretamente ligada ao conhecimento. À criança será capaz de reconhecer figuras, animais, letras e até falar corretamente o nome de objetos através das cores”, acrescenta Sueli.

Não é a criança que deve vir para o mundo adulto, mas o contrário. Nós os adultos é que devemos entrar no mundo delas sem infantilizar, mas ocupando nosso espaço de orientador. “A principal meta na Educação Infantil do Colégio Renovação é acolher e dar segurança, deixar a criança apropriar-se do espaço social a que pertence e trabalha-la na coletividade sem que perca sua individualidade. Despertar a autonomia, observar sem interferir, auxiliar sem fazer por ela também estão nessa pauta”, informa a psicóloga.

“Para completar, conhecer um pouco da família e do mundo particular de cada criança, integrando da escola ao espaço em que ela convive no lar para não perder sua identidade, aumentando a confiabilidade dela na escola e nas pessoas adultas, além das outras crianças com quem ela convive dentro do Colégio Renovação, é que estamos sempre inovando, renovando, apontando metas e caminhos para se alcançar a educação plena e consciente de que ninguém caminha só. Despertar a maturidade motora é um caminho para formar futuros profissionais, mas o foco ainda é usar a maturidade motora para formar grandes pessoas”, resume Sueli.